sexta-feira, 28 de agosto de 2009


Ambiguidade

A chuva é ambígua:
entristece-me sonolenta
ao mesmo tempo em que resgata
imagens de ventanias passadas.

Maria Maria

3 comentários:

Mirse Maria disse...

Lindo, Maria Maria!

Sempre acho ambiguidades nas coisas. Mas esssa sua chuva está algo de belo e triste!

Parabéns!

Beijos

Mirse

Mulher na Janela disse...

dessas chuvas colhemos mais que águas...colhemos nós mesmos.

beijos...

Marcelo Novaes disse...

É isso mesmo, maria:


Traz e leva.






Beijos,





Marcelo.