quinta-feira, 10 de abril de 2008


Sonho de moça

Nas madeixas,
margarida.

Na boca,
um carmim.

Nos pés:
sandália de rabicho curtida,
para a novena,
e reza aos domingos.

Na mão,
um rosário azul e branco.

No pensamento,
o encontro junto à porteira.

No desejo:
um rio de águas claras.
E a moça sonhando com um vestidinho
Prêt – à – porter.

2 comentários:

Márcia disse...

vim por a poesia em dia. ;)
um beijo daqui.

Espartilho de Eme disse...

Maria Maria,
Você é uma boa poeta sempre. Gostei do sonho dessa moça entre pura e sensual, tal qual a autora.
Gosto quando ela sonha com um vestidinho pronto para ser retirado, jogado para o lado, e o corpo
dela exposto a todos os desejos.
Beijos,
Nei

Obrigada, querido Nei, pela análise do Sonho de moça. Beijos,
Maria Maria