segunda-feira, 9 de março de 2009


Tercetos

Toma meu seio, minha voz,
minha mina de amor,
meu coração, minha flor.

Meu corpo, agora,
não mais entende,
de solidão.

Maria Maria

3 comentários:

Oreny Júnior disse...

doar-se...
dádiva
divinamente
bela

beijos

Oreny Júnior

líria porto disse...

moacy - lá no balaio - me mostrou um lindo poema teu - outros, vi aqui!
besos

daufen bach. disse...

Olá Maria Maria,

que coisa linda esse poema!
doce sensualidade, instigante.
Tua poesia é diferenciada. Estava
lendo a enquete e sinceramenete
nao saberia responder. Tua poesia
é um pouco de tudo e bem dosada
na originalidade.

Parabéns viu!

abraço terno a ti.


daufen bach.