sábado, 21 de março de 2009


Desassossego

O instante
às vezes me atormenta:

toca-me o ombro,
desembala meu sono,
acorda o parceiro
que dorme,
mexe na minha loucura,
rouba-me a solidão,
tira-me, escondido,
todos os meus sentidos.

O instante se afoga
nos fonemas da palavra.

2 comentários:

Moacy Cirne disse...

Seu "instante"
vai além do Instante.
E se afoga
nos labirintos da poesia.

Um beijo.

Mulher na Janela disse...

um instante assim tinha que ser mesmo de palavra, essa bruta serenidade.

beijos...