sábado, 14 de fevereiro de 2009



A LÍNGUA É MINHA

A língua é minha!
Não importa onde ela passe.
Eu posso dizer o que penso
E fazê-lo, também.
A língua é sábia,
Libidinosa,
Perigosa.
A língua dá água na boca
E fala a língua da louca.
A língua míngua
Um desejo,
Um beijo...
A língua desliza
Por todos os continentes
E passa e cospe e brinca
Com os “esses” e “ais” que
Ela provoca.
A língua é o reflexo do
Desejo e goza dos outros.
A língua é doce.
A língua enrola e dobra
No bolso.
A língua ginga e pinga
E grita e diz como quer.
A língua é verso, é livre
Como o livro.
É língua sem linguagem
É órgão ou imagem.
Seja a língua o que quiser!

Maria Maria

7 comentários:

Moacy Cirne disse...

A sua língua
é puro erotismo.
E você sabe fazer dela
- e com ela -
pura poesia.
Que bom para seus leitores...

Um beijo.

daufen bach. disse...

OLá Maria Maria...

gosto do nome Maria Maria,
nome e sobrenome,
e como verso e anverso...
uma mesma linha,
um mesma língua,
uma mesma fala
que nao se cala
e grita na
palavra escrita.

QUE BELO POEMA ESSE TEU!

ABRAÇO A TI.

daufen bach.

Moacy Cirne disse...

Maria Maria:
a Língua
também é do
Balaio.

Beijos.

Patrícia Lara disse...

Olá, Maria!

Prazer enorme estar em seu blog de novo... (e de cara nova?!?)

Ficou lindo isso aqui, menina!

Adorei! Parabéns!

O poema... magnífico!

Vc expressou lindamente a importância que tem a língua... em todos os sentidos! rs

Adorei o jogo com as palavras... a musicalidade do poema... ficou perfeito!

Te desejo uma semana iluminada e muitas outras inspirações! ;)

Beijos
Patrícia Lara

Maria Maria disse...

sua língua
é minha língua
é a língua de todos nós
linguagem
imagem
som
sussurro
delírio
poesia...

Beijo

Oreny Júnior

Maria Maria disse...

Maria

Repuxo a sua língua
Que debruça no chão
Esperneando num mar
De verbos e adjetivos...
Qual Gregório
Chamando o céu a si
E o inferno aos malditos...

Abraços

Oreny Júnior

Raissa Santiago disse...

Lindo seu espaço.
Linda sua poesia!!!
"Língua...Orgão pequeno,singelo ou obsceno.
Dependendo do ponto de vista,de quem observa ou leva-se pra dentro!"

Raissa
Abraõs\°/