domingo, 13 de julho de 2008


Dia de sal

Esse dia de sal
me apavora,
assim como as procelas
em mar alto.

Assim como o medo
noturno em forma
de fogo no meio
do chão.

Esse sol que o dia
se nomeia é a dor
de quem espera
o ser amado na escuridão.

Maria Maria



2 comentários:

Jacinta Dantas disse...

Com a sabedoria que recebemos, saberemos fazer a trilha salgada e, ao final saborear o frescor de água potável na claridade do amor encontrado.
Beijos

instantes e momentos disse...

gostei daqui, muito bom. parabens pelo post, parabens pelo blog.
Maurizio