sexta-feira, 9 de julho de 2010

Esse poema precisava
cair aqui!

AVIDEZ

E eu que imaginava
Estar chegando ao fim,
Tu vens e inauguras
Outra vida em mim.

Francisco Alves C. Sobrinho

4 comentários:

Juliana Dias disse...

Nossa! Esse trecho é lindo! Nada como o amor verdadeiro para nos revitalizar, reviver!

Andreia Hernandes disse...

Você tem toda razão, dear.
De fato este poema precisava ser postado...

Um abraço grande, e ótima escolha.

Andréia.

Mirze Souza disse...

Maria Maria!

É sempre bom ler seus poemas.

É sempre assim. Quando pensamos em desistir, algo nos empurra e grita.

E lógico, você tem muita vida. Todo o mundo sempre pedirá por seus poemas.

Beijos

Mirze

guru martins disse...

...sempre dá pra
tirar mais um caldinho

bj