sábado, 3 de abril de 2010

Rompimento

Quando me impediram de falar,
silenciei.

Quando me imperdiram de gritar,
ocultei-me.

Quando me impediram de ser quem eu sou,
tirei todas as minhas roupas e

andei nua pelo mundo.

Maria Maria

6 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Isso é eloquência!

Fouad Talal disse...

quem no mundo é capaz de calar isso?

Bjo.

ADELSON APRÍGIO FILGUEIRA disse...

Ela voltou...Eu também voltei.
Um beijão.

Mirse Maria disse...

Que bom vê-la de volta!

Com força total!

Belo poema!

Parabéns, Maria Maria!

Beijos

Mirse

Pedra do Sertão disse...

Que imagem!

BAR DO BARDO disse...

... "nem" toda nudez será castigada...