sábado, 19 de setembro de 2009


Pacto

Fizemos um pacto, meu amado!
Rompi as amarras
e revelei mentiras.
As verdades já são translúcidas.
Desarrumei todas as estruturas
e estou cumprindo a minha parte
no plano:
há dias, não durmo
de baby doll.

Maria Maria

10 comentários:

Moacy Cirne disse...

maravilha!
a cada novo poema,
mais gosto de sua poesia.
mais gosto de seu potencial
erótico.
um beijo

Oreny Júnior disse...

pós
pacto
a
traição

abração

Mirse Maria disse...

Muito lindo!

Aliás um espetáculo!

Beijos

Mirse

Jeanne Araujo disse...

maravilhoso Eme, tá mais erótica do q nunca. bjos

Mulher na Janela disse...

menina, que pacto mais louco, coisa boa de se trair, de se relegar, de partilhar em poesia!

adorei!

durmamos sem baby doll então!

Moacy Cirne disse...

Você, o Balaio e um beijo.

Marcelo Novaes disse...

Maria Maria,


Fez a sua parte no acordo. E bem feita.






Beijos,







Marcelo.

Moacy Cirne disse...

Maria Maria,
no Balaio. De novo.

Moacy Cirne disse...

Gosto muito
de
Maria Maria;
por que não
assumir esse nome
definiivamente?

Um beijo.

NDORETTO disse...

Que graça!!!

Abraço,Neusa
http://poesiarapida.blogspot.com