domingo, 18 de setembro de 2011


Poema para o amor no mar

Equilibro meus oceanos,
controlo meus sinais,
do farol, só luzes
da praia, só grão.

Jorro-me doce!
O açúcar banha o mar
e adoça-nos, nus
sobre as águas de Natal.

Maria Maria

Foto: Canindé Soares

2 comentários:

Maria Maria disse...

Adorei, pois foi no mar que ouvi pela primeira vez a voz da minha amada.

Um comentário de um ilustre desconhecido.

Obrigada

Maíra da Fonseca Ramos disse...

Adorei o teu espaço, menina! Tanta coisa legal a ser lida aqui...